Páginas

11.9.08

Desenho ou 3d? / Drawings or 3d?

Normalmente não sou muito de fazer "enquetes", mas tem uma coisa que eu tenho curiosidade de saber das pessoas que possam ter entrado aqui e visto meus trabalhos: você prefere, em geral, trabalhos desenhados ou 3d? Não falo especificamente dos meus trabalhos aqui. Mas da técnica em geral.
O que te deixa mais encantado? Desenhados animados feitos à mão, como os belíssimos filmes de Miyazaki, por exemplo, ou os filmes da Pixar (estes são só exemplos mais conhecidos, mas pode ser qualquer um dos milhares de curtas feitos à mão "por paixão apenas", ou tantos outros também muito legais em 3d).
E também: o que você curte mais? Os filmes de animação gráfica, sem preocupação com personagem, pela mera beleza do desenho e da forma em movimento, como os filmes de Norman McLaren, ou os filmes com estilo mais "limpo" e formatado (no sentido de que a massa dos artistas envolvidos na produção formata seu estilo próprio em prol de um estilo "do filme") como os mais recentes da Disney?
O que você prefere? Pelo menos na maioria das vezes. E porquê?

....................................................................................


Normally, I´m not too inclined to making "quiz-es", but there´s a thing I´m always curious to know from the people who visit here and see my works: what do you prefer, in general, hand-drawn works or 3d works? I´m not talking specifically of my works here, but abou the technique in general.
What amazes you the most? Hand-drawn animation, like the Myiazaki films, or Pixar films (these are only mainstream examples, but it could be any of the thousands of hand-drawn shorts "done only for passion", or so many others done in 3d).
And more: What you enjoy the most: graphic animation movies, without worries about character development, moved more by the actual beauty of moving drawings, like for instance Norman McLaren films, or the films that show a cleaner and more "formated" look (in the sense that the mass of the individual animators mute their natural style for the sake of a unity of style to the film) like the recent Disney films?
What do you prefer? At least most of the times. And why?

9 comentários:

Paula disse...

Meu voto vai pros desenhos feitos à mão. O mesmo para os filmes. E prefiro os que têm história, mas também acho bonitos os de animação abstrata. Na verdade, o ideal pra mim é quando juntam os dois, como nos primeiros filmes de Disney.

Agora o porquê... Sei lá, talvez eu não goste muito daquele aspecto perfeitinho do 3D. E, no desenho, a variedade é maior, você sente mais a o estilo e a personalidade do artista.

Então... Desenho 1 X 3D 0.

um beijo,
Paulinha

athos disse...

1 x 0 pros desenhos à mão, então.
Hehehe.

Um beijo.

Kin disse...

É difícil.... adoro o seu estilo tanto nos desenhos, como no 3D, apesar de achar fantástico os 3Ds...

Mesmo preferindo ficar imparcial nessa, Meu voto vai para os Desenhos.

Abraço
Kin

athos disse...

Opa! Mais uma opinião.
2 x 0 pros desenhos.

Falou, Kinzão!

Maurício disse...

Gosto muito dos dois, mas o desenho à mão é imbatível, assim como Myiasaki.

athos disse...

Xiii.
O 3d tá perdendo feio até aqui.
desenhos 3 x 1 3d.

Bruno Farneze disse...

Acho que nada substitui um belo traço à mao, mesmo que o realismo 3D impressione tanto. Mesmo porque, antes de 3D, sabemos que existe um intenso trabalho em duas dimensões...

Acho que prefiro desenhos com uma bela história embutida, ou viceversa. Nenhuma crítica em relação à animação abstrata, talvez seja só uma limitação de percepção, minha a esse respeito...haha

abraços!

rafael casanova disse...

desenhos à mão, com certeza. 3d fede! brincadeira, me amarro em 3d tb. acho que carrego um trauma antigo dos tempos de faculdade, numa época em que os bichos falavam e os pcs não eram tão comuns na bahia... dois caras sacavam photoshop e corel e eram idolatrados pelos professores. a sorte é que estes profs viram a luz alguns anos depois. uns 10 anos depois.

athos disse...

desenhos 5 x 0 3d.
Concordo com você, Farna. Em geral curto mais se tiver uma história interessante por trás.

Pois é, Rafael. Já houve uma época na Bahia que nem pcs haviam. Era régua, esquadro, letra-set, caneta nanquim, grids... Eu, guri, via o velho Guerra lá, debruçado na prancheta. Ritual mais bonito de ver, aliás, que alguém trabalhando no pc.